quarta-feira, 30 de setembro de 2015

ESPIRITISMO E GENÉTICA

"[...] Evoluir é lei — Lei divina! O ser humano é um importante elemento no contexto da evolução universal, pois, evoluindo, caminha para seu alcandorado destino: a angelitude![...]”
“[...] Nossos dias vivem um momento sublime, muito evidenciador de que fazemos parte da humanidade encarnada em cujo tempo a regeneração planetária bate à porta. Sim: estamos vivenciando a transformação da Terra, sendo a Genética um dos mais evidentes vetores desse empuxo.

Muitos Espíritos, hoje com a roupagem terrena, consolidam de vez sua permanência neste que em breve será o novo mundo. Outros, em infeliz escolha, tiram no guichê da própria consciência o passaporte de inexorável transferência para mundos menos felizes, onde estagiarão tempos de dor. Até que, regenerados também, voltem a merecer a bênção da paz.

Posso ser um deles...Em um ou outro caso.

Mundo novo!

Não o descoberto por Colombo.

Também não naquele Admirável mundo novo, de Aldous Huxley (1894–1963), escritor inglês, que o publicou em 1932, expondo uma visão sombria do futuro da humanidade, à luz dos últimos progressos da Ciência. Preconizava, no romance, a criação em laboratório de tipos específicos de pessoas, para funções predeterminadas. Antevisão da clonagem de seres?!

Menos ainda, o descrito pelo ensaísta e também escritor inglês George Orwell (1903–1950), no romance 1984, publicado em 1949, descrevendo uma sociedade totalitária, onde as mínimas ações e até a expressão facial dos indivíduos são vigiadas.

O novo mundo a que me refiro é aquele preconizado por Santo  Agostinho — a Terra regenerada —, em mensagem mediúnica em Paris, 1862, constante do cap. III, nº 19, de O evangelho segundo o espiritismo, de Allan Kardec (1804–1869), codificador do Espiritismo.

Com fervor na alma, sonhos no coração e cautela na razão, procuro expor singelos comentários, neste primeiro passo, sobre a longa jornada que o futuro nos oferta, rumo às sublimes benesses da Engenharia Genética.

Evoluir é lei — Lei divina! O ser humano é um importante elemento no contexto da evolução universal, pois, evoluindo, caminha para seu alcandorado destino: a angelitude![...]”
*  *  *
(Excerto do livro ‘Espiritismo e Genética’, de Eurípedes Kühl, 
Introdução, págs. 11/12, 4ª edição,
lançado pela FEB-Federação Espírita Brasileira).
Acesso em: 25/setembro/2015. 

sábado, 26 de setembro de 2015

SAUDANDO A PRIMAVERA!


A LENDA DA ROSA

Pelo Espírito Maria Dolores
Dizem que quando a Terra começava
A ser habitação de forças vivas,
Nas telas primitivas,
Tudo passara a ser agitação de festa;
As cidades nasciam
Em singelas aldeias na floresta...
A beleza imperava,
O verde resplendia,
Toda a vegetação se espalhava e crescia,
Dando refúgio e proteção
Aos animais,
Do mais fraco ao mais forte...

O progresso ganhava as marcas de alto porte.
No campo, as plantas todas
Respiravam felizes,
Da folhagem no vento à calma das raízes;
Era um mundo de belos resplendores,
Adornados de flores,
Com uma exceção.

Tão-somente, o espinheiro,
Era triste e sozinho
Uma espécie de monstro no caminho,
De que ninguém se aproximava,
Todo feito de pontas agressivas,
Recordando punhais de traiçoeiro corte,
Que anunciavam a dor e feridas de morte.

De tanto padecer desprezo e solidão,
Um dia, o espinheiral,
Fitou o Azul Imenso e disse em oração:
- Senhor, que fiz de mal
Para ser espancado e escarnecido,
Todos me evitam cautelosamente
Como se eu não devesse haver nascido...

Compadece-te, oh ! Pai, da penúria que trago,
Terei culpa das garras que me destes?
Acendes astros mil para a noite celeste,
Vestes a madrugada de mantilhas vermelhas,
Dás lãs para as ovelhas,
Inteligência aos cães, cântico às aves,
Estendeste no chão a bondade das fontes
Que deslizam suaves

Na força universal com que desdobras,
A amplitude sem fim dos horizontes,
Em cujo místico esplendor
Falas de majestade, paz e amor...

Não me abandones, Pai, às pedras dos caminhos,
Se posso, não desejo,
Oferecer espinhos...
Quero servir-te à obra, aspiro a ser perfume,
Inspiração e cor, harmonia e beleza,
Para falar de ti nas leis da Natureza.

Dizem que Deus ouviu a inesperada prece
E notando a humildade e a contrição do espinheiro,
Mandou que, à noite, o orvalho lhe trouxesse
Um prodígio imortal.

Na seguinte manhã, logo após a alvorada,
Por entre exalações maravilhosas,
O homem descobriu, de alma encantada,
Que Deus para mostrar-se
O Pai e o Companheiro,
Atendendo a oração pusera no espinheiro...
A primeira das rosas.
*  *  *
(Psicografia de Francisco Cândido Xavier)
Imagem: www.google.com  . Acesso em: 23/10/10.
Formatção  atualizada em 15.09.2014.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

ESPIRITISMO E GENÉTICA




SINOPSE

"Nossos dias vivem um momento sublime, muito evidenciador de que fazemos parte da humanidade encarnada em cujo tempo a regeneração planetária bate à porta, sendo a Genética um dos mais evidentes vetores desse empuxo. Este livro traz esclarecedores apontamentos sobre biogenética com enfoque no Espiritismo. Tratam‐se, por esse prisma, assuntos polêmicos mas importantes, como bebês de proveta, barrigas de aluguel, ética, clonagem, uso de cobaias, embriões congelados, entre outros. Em razão do progresso constante da Ciência, esta obra foi revisada e atualizada, registrando‐se agora os novos feitos da Genética nos últimos quinze anos, evidenciando que a lei do progresso, como todas as demais Leis divinas, é perfeita, e, por isso, na Genética, vemos a mão de Deus."
* * *
Texto/imagens/sinopse: FEB Editora. Acesso em:25/setembro/2015.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

A LENDA DA ÁRVORE


Pelo Espírito Neio Lúcio

No princípio do mundo, quando os vários reinos da Natureza já se achavam apaziguados e enquanto o ouro e o ferro repousavam no subsolo, o homem, os animais de grande porte, os passarinhos, as borboletas, as ervas e as águas viviam na superfície da Terra... E o Supremo Senhor, notando que os serviços planetários se desdobravam regularmente, chamou-os ao seu Trono de Luz, a fim de ouvi-los.

A importante audiência do Todo-Poderoso começou pelo Homem, que se aproximou do Altíssimo e informou:

— Meu Pai, o globo terrestre é nossa gloriosa oficina. Minha esposa, tanto quanto eu, se sente muito feliz; entretanto, experimentamos falta de alguém que nos faça companhia, em torno do lar, e nos auxilie a criar os filhinhos.

O Todo-Misericordioso mandou anotar a referência do Homem e continuou a ouvir as outras criaturas.

Veio o Boi e falou:

— Senhor, estou muito bem; contudo, vagueio sem descanso durante as horas de sol. Grande é a minha fadiga e a resistência cada vez menor...

Veio o Cavalo e reclamou:

— Eu também, Grande Rei, sinto aflitivo calor cada dia...

Aproximou-se a Corça e rogou:

—Poderoso, estou exposta à perseguição de toda gente. Não terei a graça de um ser amigo que me proteja e defenda?

Logo após, surgiu gracioso passarinho e suplicou:

— Celeste Monarca, recebi a bênção da vida, mas não tenho recursos para fazer meu ninho. Nas pastagens rasteiras, não posso construir a casa...

Adiantou-se a Borboleta e implorou:

— Meu Deus, tudo é belo no mundo; todavia, onde repousarei?

Em último lugar, chegou o Rio e disse:

— Grande Senhor, venho cumprindo os meus deveres na Terra, escrupulosamente, mas preciso de alguém que me ajude a conservar as águas...

O Supremo Soberano ficou pensativo e prometeu providenciar.

No dia imediato, toda a Terra apareceu diferente.

As árvores robustas e acolhedoras haviam surgido, representando a sublime resposta de Deus.
 *  *  *
(Do livro "Alvorada Cristã", do Espírito Neio Lúcio,
psicografia de Chico Xavier. FEB.10 ed.1991. Lição nº 40.
Disponível também no site O Consolador.)
Imagem: http://www.ecoblogs.com.br/.Acesso em: 03/fevereiro/2012.
Formatação atualizada em:21/setembro//2015. 

sábado, 19 de setembro de 2015

CURAS

Pelo Espírito Emmanuel
"...Que o homem comum se liberte da enfermidade, mas é imprescindível que entenda o valor da saúde ..."
Realmente Jesus curou muitos enfermos e recomendou-os, de modo especial, aos discípulos.

Todavia, o Médico Celestial não se esqueceu de requisitar ao Reino Divino quantos se restauram nas deficiências humanas.

Não nos interessa apenas a regeneração do veículo em que nos expressamos, mas, acima de tudo, o corretivo espiritual.

Que o homem comum se liberte da enfermidade, mas é imprescindível que entenda o valor da saúde. Existe, porém, tanta dificuldade para compreendermos a lição oculta da moléstia no corpo, quanta se verifica em assimilarmos o apelo ao trabalho santificante que nos é endereçado pelo equilíbrio orgânico.

Permitiria o Senhor a constituição da harmonia celular apenas para que a vontade viciada viesse golpeá-la e quebrá-la em detrimento do espírito?

O enfermo pretenderá o reajustamento das energias vitais, entretanto, cabe-lhe conhecer a prudência e o valor dos elementos colocados à sua disposição na experiência edificante da Terra.

Há criaturas doentes que lastimam a retenção no leito e choram aflitas, não porque desejem renovar concepções acerca dos sagrados fundamentos da vida, mas por se sentirem impossibilitadas de prolongar os próprios desatinos.

É sempre útil curar os enfermos, quando haja permissão de ordem superior para isto, contudo, em face de semelhante concessão do Altíssimo, é razoável que o interessado na bênção reconsidere as questões que lhe dizem respeito, compreendendo que raiou para seu espírito um novo dia no caminho redentor.
*  *
“E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes:
É chegado a vós o reino de Deus.” – Jesus. (Lucas, 10:9)
*  *  *
(Do livro "Pão Nosso", de Emmanuel, psicografado por
Chico Xavier. Lição 44. 16ª Ed. FEB. 1994.)
Imagem: www.google.com . Acesso em: 24/setembro/2011.
Formatação atualizada em: 23/agosto/2015. Destaques  pelo Editor do Blog.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

TENTAÇÃO

Pelo Espírito Emmanuel
"...no reino do espírito cada um de nós entra em combinação apenas com as energias que se assemelhem às nossas..."
Somos tentados pelas forças exteriores da vida, segundo as nossas necessidades de purificação.

Isso equivale a dizer que cada criatura sofre a tentação, conforme a natureza que lhe é própria.

Qual acontece nos domínios da natureza em que o fogo não se alimenta de água, mas sim de combustível que se lhe afina ao modo de ser, no reino do espírito cada um de nós entra em combinação apenas com as energias que se assemelhem às nossas.

Assim é que renascemos, habitualmente, no plano físico, transportando conosco as deficiência individuais e os problemas domésticos que nos reclamam extinção ou ajustamento.

Espíritos entregues à usura e à crueldade, em muitas circunstâncias, ressurgem no berço de ouro, experimentando, de novo, a tentação da sovinice e do orgulho, de modo a superá-los, e almas cristalizadas na revolta e na indisciplina quase sempre reaparecem nos lares empobrecidos, atravessando novamente a tentação do desespero e da delinqüência para vencê-los suficientemente.

Reunimo-nos através da família consangüínea, muitas vezes, com as nossas aversões mais profundas, para transformá-las em amor puro, ao preço de perdão e serviço, devotamento e renúncia, e, em todos os quadros da luta humana, somos defrontados por rudes provas que nos falam de perto às nossas próprias necessidades, a fim de que, na sublime vitória sobre nós mesmos, saibamos buscar os cimos da vida.

Não te creias simplesmente tentado pelos outros à descida ao despenhadeiro das trevas.

Somos nós mesmos que, estendendo o fio do desejo, atraímos em nosso prejuízo ou em nosso favor as companhias que nos acrescentarão as forças para a queda nas sombras ou para a ascensão à Divina Luz.
*  *  *
(Do livro “Confia e Segue”, ditado pelo Espírito Emmanuel ao médium Chico Xavier.
11ª Ed. São Bernardo do Campo (SP). GEEM. 2009.p. 95 a 99.)
Imagem: www.google.com . Acesso em: 09/fevereiro/2012.
Formatação atualizada em: 24/agosto/2015

sábado, 12 de setembro de 2015

TERRA DA BEM-AVENTURANÇA

 Tributo de internautas a Aylan Kurd
Atravessamos um momento em que tristeza, vida e morte são compartilhados com todas as suas cores e horrores. Milhares de refugiados buscam a Paz, em meio a sofrimento indizível; desvela-se diante de nós um cenário que retrata o ser humano na crueza da sua provação; disso, a criança morta na praia é emblema pavoroso, a clamar mesmo no silêncio da morte. 
Torna-se imperativo, portanto, que a Humanidade retorne ao plano precípuo da Fraternidade, conforme ensina o Mestre Jesus - “Amai-vos uns aos outros”. (João 13:34)
Deus não quer o sofrimento da humanidade (Ezequiel 33-11), e em sua Infinita Misericórdia prepara o planeta para a era da regeneração, onde os povos, irmanados, poderão usufruir da Terra da bem-aventurança, um tempo novo em que não  mais haverá "pranto e ranger de dentes" (Mateus 13:50).
Francisco.
*  *  *
Imagem: Tributo de internautas a Aylan Kurd; Facebook.
Fonte original: http://extra.globo.com/noticias/
mundo/internautas-fazem-tributo-menino-que-morreu-
afogado-na-turquia-veja- ilustracoes-17388071.html.
Acesso em: 05/setembro/2015.
Referências bíblicas: Bíblia Online (Almeida Corrigida e Fiel).
Acesso em: 07/setembro/2015.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

AKSCENTER: 20 ANOS DE FUNDAÇÃO

O AKSCENTER celebra 20 anos de sua fundação (segunda frente de trabalho em Nova Iorque) com palestra de Adalberto Baquit, de Fortaleza-CE, que abordará o tema  'A CAMINHO COM JESUS'.
evento, com entrada gratuita, ocorrerá em 20 de setembro, às 12:00pm, na 44-01 Broadway, Astoria - NY (Chian Federation). 
A representante da Instituição, Norma Guimarães, informa ainda que, após a palestra, haverá "um delicioso almoço", fornecido pelo Point Brasil, para o qual será solicitada uma contribuição de 15 dólares.
Allan Kardec Spiritist Center
32-75 Steinway St - sala 201B - Astoria, NY
(718) 429-6626 ou (1718) 639-3041
Trens: R,M, Estação Steinway ST (quase esquina com 34 Ave)
*  *  *
Imagem: Akscenter. Acesso em: 07/setembro/2015.

sábado, 5 de setembro de 2015

O DIA COMEÇA AO AMANHECER


Pelo Espírito Meimei*
"...Basta que abras o teu coração, com as chaves da bondade, em favor dos meninos de agora, para que os homens do futuro te bendigam..."
Compadece-te da criança que surge ao teu lado.

O dia começa ao amanhecer.

Pai, mãe, irmão ou amigo, ajuda-a com teu coração, se pretendes alcançar a Terra melhor.

Lembra-te das vozes amigas que te induziram ao bem, das mãos que te guiaram para o trabalho e para o conhecimento.

Por que não amparar, ainda hoje, aqueles que serão, amanhã, os orientadores do mundo?

Em pleno santuário da natureza, quantas árvores generosas são asfixiadas no berço? Quanta colheita prematuramente morta pelos vermes da crueldade?

A vida é também um campo divino, onde a infância é a germinação da Humanidade.

Já meditaste nas esperanças aniquiladas ao alvorecer? Já refletiste nas flores estranguladas pelas pedras do sofrimento, ante o sublime esplendor da aurora?

Provavelmente dirás — “como impedirei o sofrimento de milhares”?

Ninguém te pede, porém, que te convertas num salvador apressado, cheio de ouro e de poder.

Basta que abras o teu coração, com as chaves da bondade, em favor dos meninos de agora, para que os homens do futuro te bendigam.

Quando a escola estiver brilhando em todas as regiões e quando cada lar de uma cidade puder acolher uma criança perdida — ninho abençoado a descerrar-se, carinhoso, para a ave estrangeira — teremos realmente alcançado, com Jesus, o trabalho fundamental da construção do Reino de Deus.
*  *  *
(*)Mensagem recebida por Chico Xavier, em 10 de agosto de 1952,
em Pedro Leopoldo, constante do livro LINDOS CASOS DE CHICO XAVIER,
de Ramiro Gama, item 87, segundo o autor, ali incluída
[...]"Estimulando a campanha espírita-cristã de amparo à criança" [...].
Imagem: www.google.com. Acesso em: 28/set/13.)
Formatação atualizada em : 05//setembro/2015.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

NOS DIAS DIFÍCEIS

Pelo Espírito Emmanuel


"[...] Nas dificuldades em andamento, considera as dificuldades que já venceste e compreenderás que Deus, cujo infinito amor te sustentou ontem, sustentará também hoje. [...]"

Nos dias difíceis, reflete nos outros dias difíceis que já se foram.

Depois de atravessados transes e lutas que supunhas insuperáveis, não soubeste explicar a ti mesmo de que modo os venceste e de que fontes hauriste as forças necessárias para te sustentares e refazeres, durante e depois das refregas sofridas.

Viste a doença no ente amado assumir gravidade estranha e sem que lograsses penetrar o fenômeno em todos os detalhes, surgiu a medicação ou a providência ideais que o arrebataram da morte.

Experimentaste a visitação do desânimo, à frente dos obstáculos que te gravaram a vida, mas sem que te desses conta do amparo recebido, largaste o desalento das trevas e regressaste à luz da esperança.

Crises do sentimento que se te afiguravam invencíveis, pelo teor de angústia com que te alcançaram o imo da alma, desapareceram como por encanto sem que conseguisses definir a intervenção libertadora que te restituiu à tranquilidade.

Sofreste a ausência de seres imensamente queridos, chamados pela desencarnação, por tarefas inadiáveis, a outras faixas de experiência. No entanto, sem que dependesses qualquer esforço, outras almas abençoadas apareceram, passando a nutrir-te o coração com edificante apoio afetivo.

Tudo isso, entretanto, sucedeu porque persististe na fé, aguardando e confiando, trabalhando e servindo, sem te entregares à deserção ou à derrota, ofertando ensejo à Bondade de Deus para agir em teu benefício.

Nas dificuldades em andamento, considera as dificuldades que já venceste e compreenderás que Deus, cujo infinito amor te sustentou ontem, sustentará também hoje.

Para isso, porém, é imperioso permanecermos fiéis ao cumprimento de nossas obrigações, de vez que a paciência, no centro delas, é o dom de esperar por Deus, cooperando com Deus sem atrapalhar.
*  *  *
Médium: Francisco Cândido Xavier e J. Herculano Pires
Livro: Chico Xavier Pede Licença – GEEM Produção e Distribuição: Grupo Espírita 
Os Mensageiros” - http://www.mensageiros.org.br/
Imagem: Cristo Redentor - foto Ivo Gonzalez - O Globo. Acesso em: 12/outubro/2011.
Formatação atualizada em: 04/setembro/2015.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

ORDEM E PROGRESSO



 “[…] Engrandeçamos a pátria no cumprimento do dever pela ordem, e traduzamos a nossa dedicação mediante o trabalho honesto pela sua grandeza! […]”¹

Destaca-se no Pavilhão Nacional, a tremular nos céus da abençoada Pátria Brasileira, o dístico – ORDEM E PROGRESSO – como convite permanente ao engrandecimento da Pátria pelo cumprimento do dever, pela ordem e pela dedicação ao trabalho honesto.

O cumprimento do “dever é a obrigação moral da criatura para consigo mesma, primeiro, e, em seguida, para com os outros. O dever é a lei da vida. Com ele deparamos nas mais ínfimas particularidades, como nos atos mais elevados. […]”.²

O engrandecimento da Pátria pela ordem é o ato de indicar, com autoridade, de que modo se devem fazer ou dispor as coisas; é a boa administração; é a regularidade; é o modo conveniente de se portar ou proceder; é a disciplina, a paz, a tranquilidade, o modo de ser.

É no cumprimento do dever que a ordem é praticada, que o homem trabalha, que o progresso se desenvolve e o bem-estar da humanidade se engrandece.

É do trabalho que advêm as descobertas, os empreendimentos úteis, a ascensão individual e coletiva. Dever e trabalho promovem a ascensão do ser humano, da coletividade e da Nação.

Quando os valores são aferidos, indicando necessidade de mudanças comportamentais para que a Pátria progrida e ofereça condições ao trabalho honesto, sincero e produtivo, sejamos aqueles que reconhecem a responsabilidade dos deveres, conforme orienta a consciência, a buscar no trabalho, na solidariedade, na união e na tolerância o crescimento individual e coletivo da Pátria.

Dever e trabalho são palavras de ordem para o engrandecimento, mas, sobretudo, para cumprir o convite permanente – ORDEM E PROGRESSO – que tremula, ao sabor do bafejo dos ventos, nos céus deste grandioso e abençoado Brasil!
REFERÊNCIAS:
1 XAVIER, Francisco C. Brasil, coração do mundo, pátria do evangelho. Pelo Espírito Humberto de Campos. 34. ed. 6. imp. Brasília: FEB, 2014. Esclarecendo, p. 13.
2 KARDEC, Allan. O evangelho segundo o espiritismo. Trad. Guillon Ribeiro. 131. ed. 4. imp. (Edição Histórica.) Brasília: FEB, 2014. cap.17, it. 7, p 237-238.
*  *
Editorial publicado na revista "Reformador",  de setembro/2015, editada pela Federação Espírita Brasileira (FEB, Brasília-DF).
*  *  *
Fonte:http://www.souleitorespirita.com.br/
reformador/noticias/ordem-e-progresso/.Acesso em: 31/agosto/2015.
Imagem: www.google.com. Acesso em: 01/setembro/2015.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

AS MARCAS DO CRISTO

Pelo Espírito Emmanuel

"...As marcas do Cristo não são apenas as da cruz, mas também as de sua atividade na experiência comum..."

Todas as realizações humanas possuem marca própria.

Casas, livros, artigos, medicamentos, tudo exibe um sinal de identificação aos olhos atentos.

Se medida semelhante é aproveitada na lei de uso dos objetos transitórios, não se poderia subtrair o mesmo princípio, na catalogação de tudo o que se refira à vida eterna.

Jesus possui igualmente os sinais dEle.

A imagem utilizada por Paulo de Tarso, em suas exortações aos gálatas, pode ser mais extensa.

As marcas do Cristo não são apenas as da cruz, mas também as de sua atividade na experiência comum.

Em cada situação, o homem pode revelar uma demonstração do Divino Mestre.

Jesus forneceu padrões educativos em todas as particularidades da sua passagem pelo mundo. O Evangelho no-lo apresenta nos mais diversos quadros, junto ao trabalho, à simplicidade, ao pecado, à pobreza, à alegria, à dor, a glorificação e ao martírio. Sua atitude, em cada posição da vida, assinalou um traço novo de conduta para os aprendizes.

Todos os dias, portanto, o discípulo pode encontrar recursos de salientar suas ações mais comuns com os registros de Jesus.

Quando termine cada dia, passa em revista as pequeninas experiências que partilhaste na estrada vulgar. Observa os sinais com que assinalaste os teus atos, recordando que a marca do Cristo é, fundamentalmente, aquela do sacrifício de si mesmo para o bem de todos.
*  *
"Desde agora ninguém me moleste,
porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus." - Paulo.
(GÁLATAS, 6:17.)
*  *  *
("Vinha de Luz" - Emmanuel / F.C.Xavier.
14ª edição. FEB. Lição n.º 08: "Marcas".)
Imagem: www.google.com . Acesso em: 23/agosto/2015.
Formatação atualizada em:23/agosto/2015.
Destaques: pelo  editor do Blog.