segunda-feira, 24 de julho de 2017

RECONHECER-SE

Espírito André Luiz

Não se menospreze. Eduque-se.
Não se marginalize.Trabalhe.
Não apenas administre.Obedeça.
Não apenas mande. Faça.
Não condene. Abençoe.
Não reclame. Desculpe.
Não desprimore. Dignifique.
Não ignore. Estude.
Não desajuste. Harmonize
Não rebaixe. Eleve.
Não escravize. Liberte.
Não ensombre. Ilumine.
Não se lastime. Avance.
Não complique. Simplifique.
Não fuja. Permaneça.
Não dispute. Conquiste.
Não estacione. Renove.
Não se exceda. Domine-se.
Lembre-se: todos nós em tudo, dependemos de Deus, mas os empresários de nosso êxito, em qualquer ocasião, seremos sempre nós mesmos.🔵

_____________________________
(Do livro ‘Respostas da Vida’. Espírito André Luiz.
Psicografia de Francisco Cândido Xavier. Ed. 05/1975. Lição nº 12.).
Fonte: http://www.autoresespiritasclassicos.com/. Acesso:14/fevereiro/2016.
Formatação atualizada em: 18/julho/2017.

domingo, 23 de julho de 2017

HOMENS DE FÉ

Pelo Espírito Emmanuel

“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha.” – Jesus. (Mateus, 7:24.)

Os grandes pregadores do Evangelho sempre foram interpretados à conta de expressões máximas do Cristianismo, na galeria dos tipos veneráveis da fé; entretanto, isso somente aconteceu quando os instrumentos da verdade, efetivamente, não olvidaram a vigilância indispensável ao justo testemunho.

É interessante verificar que o Mestre destaca, entre todos os discípulos, aquele que lhe ouve os ensinamentos e os pratica. Daí se conclui que os homens de fé não são aqueles apenas palavrosos e entusiastas, mas os que são portadores igualmente da atenção e da boa-vontade, perante as lições de Jesus, examinando-lhes o conteúdo espiritual para o trabalho de aplicação no esforço diário.

Reconforta-nos assinalar que todas as criaturas em serviço no campo evangélico seguirão para as maravilhas interiores da fé. Todavia, cabe-nos salientar, em todos os tempos, o subido valor dos homens moderados que, registrando os ensinos e avisos da Boa Nova, cuidam, desvelados, da solução de todos os problemas do dia ou da ocasião, sem permitir que suas edificações individuais se processem longe das bases cristãs imprescindíveis.

Em todos os serviços, o concurso da palavra é sagrado e indispensável, mas aprendiz algum deverá esquecer o sublime valor do silêncio, a seu tempo, na obra superior do aperfeiçoamento de si mesmo, a fim de que a ponderação se faça ouvida, dentro da própria alma, norteando-lhe os destinos.🔵

_________________________________________
(Do livro "Pão Nosso", de Emmanuel, psicografado por Chico Xavier.
Lição nº 09. 16ª Ed. FEB. 1994.)
Imagem: www.google.com. Acesso em: 08/abril/2013.
Destaques pelo editor do Blog.
Formatação atualizada em:15/julho/2017.

sábado, 22 de julho de 2017

SUGESTÕES NO CAMINHO



Espírito André Luiz


'...O tempo é ouro,
mas o serviço é luz...'

Lamentar-se por quê?... Aprender sempre, sim.
Cada criatura colherá da vida não só pelo que faz, mas também conforme esteja fazendo aquilo que faz.
Não se engane com falsas apreciações acerca de justiça, porque o tempo é o juiz de todos.
Recorde: tudo recebemos de Deus que nos transforma ou retira isso ou aquilo, segundo as nossas necessidades.
A humildade é um anjo mudo.
Tanto menos você necessite, mais terá.
Amanhã será, sem dúvida, um belo dia, mas para trabalhar e servir, renovar e aprender, hoje é melhor.
Não se iluda com a suposta felicidade daqueles que abandonam os próprios deveres, de vez que transitoriamente buscam fugir de si próprios como quem se embriaga para debalde esquecer.
O tempo é ouro, mas o serviço é luz.
Só existe um mal a temer: aquele que ainda exista em nós.
Não parar na edificação do bem, nem para colher os louros do espetáculo, nem para contar as pedras do caminho.
A tarefa parece fracassar? Siga adiante, trabalhando, que, muita vez é necessário sofrer, afim de que Deus nos atenda à renovação.🔵
___________________________
(Do livro 'Sinal Verde', Espírito André Luiz, psicografado por
Francisco Cândido Xavier. Ed. Comunhão Espírita Cristã.
2011.Uberaba MG. 57ª reimpressão da ed. original.Lição nº 34.)
Imagem: MakeSwweet. Acesso em:07/maio/2016.
Destaques: do Blog. Formatação atualizada em:18/julho/2017.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

EVANGELHO E MEDIUNIDADE

Espírito André Luiz
'...O Evangelho, assim, não é o livro de um povo apenas, mas o Código de Princípios Morais do Universo, adaptável a todas as pátrias, a todas as comunidades, a todas as raças e a todas as criaturas...'
A prática da mediunidade não está somente na passagem do Mestre entre os homens, junto dos quais, a cada hora, revela o seu intercâmbio constante com o Plano Superior, seja em colóquios com os emissários de alta estirpe, seja em se dirigindo aos aflitos desencarnados, no socorro aos obsessos do caminho, mas também na equipe dos companheiros, aos quais se apresenta em pessoa, depois da morte, ministrando instruções para o edifício do Evangelho nascente.
No dia de Pentecostes, vários fenômenos mediúnicos marcam a tarefa dos apóstolos, mesclando-se efeitos físicos e intelectuais na praça pública, a constituir-se a mediunidade, desde então, em viga mestra de todas as construções do Cristianismo, nos séculos subseqüentes.
Em Jesus e em seus primitivos continuadores, porém, encontramo-la pura e espontânea, como deve ser, distante de particularismos inferiores, tanto quanto isenta de simonismo. Neles mostram-se os valores mediúnicos a serviço da Religião Cósmica do Amor e da Sabedoria, na qual os regulamentos divinos, em todos os mundos, instituem a responsabilidade moral segundo o grau de conhecimento, situando-se, desse modo, a Justiça Perfeita, no íntimo de cada um, para que se outorgue isso ou aquilo, a cada Espírito, de conformidade com as próprias obras.
O Evangelho, assim, não é o livro de um povo apenas, mas o Código de Princípios Morais do Universo, adaptável a todas as pátrias, a todas as comunidades, a todas as raças e a todas as criaturas, porque representa, acima de tudo, a carta de conduta para a ascensão da consciência à imortalidade, na revelação da qual Nosso Senhor Jesus-Cristo empregou a mediunidade sublime como agente de luz eterna, exaltando a vida e aniquilando a morte, abolindo o mal e glorificando o bem, a fim de que as leis humanas se purifiquem e se engrandeçam, se santifiquem e se elevem para a integração com as Leis de Deus.🔵
 ________________________
(‘Mecanismos da Mediunidade’ (XII livro da Coleção),
ditado pelo Espírito André Luiz, com psicografia de
Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, editado
pela Federação Espírita Brasileira, 7ª edição/1983,
cap. XXVI, págs. 187/188.).
Imagem: www.google.com. Acesso em: 20/julho/2017.

ASSUNTOS DE TEMPO

Pelo Espírito André Luiz
'...Quem diz que o tempo traz apenas desilusões, é que não tem feito outra cousa senão iludir-se...'
Se você já sabe quão precioso é o valor do tempo, respeite o tempo dos outros para que as suas horas sejam respeitadas.
Recorde-se de que se você tem compromissos e obrigações com base no tempo, acontece o mesmo com as outras pessoas.
Ninguém evolui, nem prospera, nem melhora e nem se educa, enquanto não aprende a empregar o tempo com o devido proveito.
Seja breve em qualquer pedido.
Quem dispõe de tempo para conversar sem necessidade, pode claramente matricular-se em qualquer escola a fim de aperfeiçoar-se em conhecimento superior.
Trabalho no tempo dissolve o peso de quaisquer preocupações, mas tempo sem trabalho cria fardos de tédio, sempre difíceis de carregar.
Um tipo comum de verdadeira infelicidade é dispor de tempo para acreditar-se infeliz.
Se você aproveitar o tempo a fim de melhorar-se, o tempo aproveitará você para realizar maravilhas.
Observe quanto serviço se pode efetuar em meia hora.
Quem diz que o tempo traz apenas desilusões, é que não tem feito outra cousa senão iludir-se.🔵
___________________________
(Do livro 'Sinal Verde', Espírito André Luiz, psicografado por
Francisco Cândido Xavier. Ed. Comunhão Espírita Cristã.
2011.Uberaba MG. 57ª reimpressão da ed. original.Lição nº 21.)
Imagem: www.google.com. Acesso em: 07/maio/2016.
Formatação atualizada em:20/julho/2017.

terça-feira, 18 de julho de 2017

DINHEIRO

Pelo Espírito Emmanuel
'... O dinheiro não significa um mal. Todavia, o apóstolo dos gentios nos esclarece que o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males...'
Paulo não nos diz que o dinheiro, em si mesmo, seja flagelo para a Humanidade.

Várias vezes, vemos o Mestre em contacto com o assunto, contribuindo para que a nossa compreensão se dilate. Recebendo certos alvitres do povo que lhe apresenta determinada moeda da época, com a efigie do imperador romano, recomenda que o homem dê a César o que é de César, exemplificando o respeito às convenções construtivas. Numa de suas mais lindas parábolas, emprega o símbolo de uma dracma perdida. Nos movimentos do Templo, aprecia o óbolo pequenino da viúva.

O dinheiro não significa um mal. Todavia, o apóstolo dos gentios nos esclarece que o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males. O homem não pode ser condenado pelas suas expressões financeiras, mas, sim, pelo mau uso de semelhantes recursos materiais, porquanto é pela obsessão da posse que o orgulho e a ociosidade, dois fantasmas do infortúnio humano, se instalam nas almas, compelindo-as a desvios da luz eterna.

O dinheiro que te vem às mãos, pelos caminhos retos, que só a tua consciência pode analisar à claridade divina, é um amigo que te busca a orientação sadia e o conselho humanitário. Responderás a Deus pelas diretrizes que lhe deres e ai de ti se materializares essa força benéfica no sombrio edifício da iniquidade!🔵
“Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e, nessa cobiça, alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” Paulo. (1ª EPÍSTOLA A TIMÓTEO, capítulo 6, versículo 10.) 
_________________________________
(Do livro “Caminho, Verdade e Vida”, de Emmanuel,
psicografado por Chico Xavier, 14ª Ed.FEB.1990. Lição n° 57.)
Imagem: www.google.com. Acesso em:02/maio/2013.
Destaques: pelo editor do Blog.
Formatação atualizada em: 15/julho/2017.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

TEMPO DE CONFIANÇA

Pelo Espírito Emmanuel

'Onde está a vossa fé?' 
(LUCAS, capítulo 8, versículo 25.)

A tempestade estabelecera a perturbação no ânimo dos discípulos mais fortes. Desorientados, ante a fúria dos elementos, socorrem-se de Jesus, em altos brados.
Atende-os o Mestre, mas pergunta depois:
- Onde está a vossa fé?
O quadro sugere ponderações de vasto alcance. A interrogação de Jesus indica claramente a necessidade de manutenção da confiança, quando tudo parece obscuro e perdido. Em tais circunstâncias, surge a ocasião da fé, no tempo que lhe é próprio.
Se há ensejo para trabalho e descanso, plantio e colheita, revelar-se-á igualmente a confiança na hora adequada.
Ninguém exercitará otimismo, quando todas as situações se conjugam para o bem-estar. É difícil demonstrar-se amizade nos momentos felizes.
Aguardem os discípulos, naturalmente, oportunidades de luta maior, em que necessitarão aplicar mais extensa e intensivamente os ensinos do Senhor.
Sem isso, seria impossível aferir valores.
Na atualidade dolorosa, inúmeros companheiros invocam a cooperação direta do Cristo. E o socorro vem sempre, porque é infinita a misericórdia celestial, mas, vencida a dificuldade, esperem a indagação:
- Onde está a vossa fé?
E outros obstáculos sobrevirão, até que o discípulo aprenda a dominar-se, a educar-se e a vencer, serenamente, com as lições recebidas.🔵
____________________________
(Do livro “Caminho, Verdade e Vida”, de Emmanuel,
psicografado por Chico Xavier. 14ª ed. FEB. 1990. Lição nº 57.) 
Imagem: www.google.com Acesso em:30/abril/2013.
Destaques: pelo editor do Blog.
Formatação atualizada em: 16/julho/2017.

domingo, 16 de julho de 2017

EVANGELIAJ MEDIKAMENTOJ

Spirito Andreo Ludoviko

"Dissemu pacon"

Helpu ĉiam. Nenion timu. Neniam malesperu. Lernu senĉese. Pensu multe. Meditu pli. Malmulte parolu. Korektu kun amo. Laboru feliĉa. Direktu saĝe. Obeu ĝoje. Ne lamentu. Iru antaŭen. Atentu transe. Vidu malproksime. Diskutu serene. Lumigu ĉirkaŭ vi. Dissemu pacon. Disverŝu benojn. Luktu altigante. Estu gajanima. Vivu sentime. Elmontru kuraĝon. Portu trankvilecon. Respektu ĉion. Preĝu kun fido. Viglu bonvoleme. Antaŭeniru plibonigante. Servu hodiaŭ. Esperu al la morgaŭo. (1)🔵
🔹
MEDICAMENTOS EVANGÉLICOS

Pelo Espírito André Luiz
"Semeie paz"

Ajude sempre. Não tema. Jamais desespere. Aprenda incessantemente. Pense muito. Medite mais. Fale pouco. Retifique, amando. Trabalhe feliz. Dirija, equilibrado. Obedeça, contente. Não se queixe. Siga adiante. Repare além. Veja longe. Discuta serenamente. Faça luz. Semeie paz. Espalhe bênçãos. Lute, elevando. Seja alegre. Viva desassombrado.Demonstre coragem. Revele calma. Respeite tudo. Ore, confiante. Vigie, benevolente. Caminhe, melhorando. Sirva hoje. Espere o amanhã.2🔵
__________________________________________
REFERÊNCIAS:
1-Francisco Cândido Xavier (Mediumo).Kristana Agendo.Diktita de la Spirito  ANDREO LUDOVIKO. Eldonfako de Brazila Spiritisma Federacio DEPARTAMENTO EDITORIAL e GRÁFICO -Brasília-DF – Brasil .2a eldono. De la 4a ĝis la 6a ekzempler-milo.El la portugala lingvo tradukis: A. K. AFONSO COSTA. 5,01-AA; 000.3-O; 10/1991.Copyright 1948 by FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA  (Brazila Spiritisma Federacio) - Brasília – DF – Brasil .
2- Do livro Agenda Cristã, ditado pelo Espírito André Luiz,psicografado por Francisco Cândido Xavier, 2ª ed. FEB. Lição nº 5.
Textos disponíveis em: http://www.febnet.org.br/.Acesso em: 22/maio/2015.
Imagem: www.google.com. Acesso: 22/maio/2015.
Formatação atualizada em: 16/julho/2017.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

EM SILÊNCIO

Pelo Espírito Emmanuel

'...o servidor sincero do Cristo fala pouco e constrói, cada vez mais, com o Senhor, no divino silêncio do espírito...'

Se sabes, atende ao que ignora, sem ofuscá-lo com a tua luz. 
Se tens, ajuda ao necessitado, sem molestá-lo com tua posse. 
Se amas, não firas o objeto amado com exigências. 
Se pretendes curar, não humilhes o doente. 
Se queres melhorar os outros, não maldigues ninguém. 
Se ensinas a caridade, não te trajes de espinhos, para que teu contacto não dilacere os que sofrem. 
Tem cuidado na tarefa que o Senhor te confiou. 
É muito fácil servir à vista. Todos querem fazê-lo, procurando o apreço dos homens. 
Difícil, porém, é servir às ocultas, sem o ilusório manto da vaidade. 
É por isto que, em todos os tempos, quase todo o trabalho das criaturas é dispersivo e enganoso. Em geral, cuida-se de obter a qualquer preço as gratificações e as honras humanas. 
Tu, porém, meu amigo, aprende que o servidor sincero do Cristo fala pouco e constrói, cada vez mais, com o Senhor, no divino silêncio do espírito... 
Vai e serve. 
Não te dêem cuidado as fantasias que confundem os olhos da carne e nem te consagres aos ruídos da boca. 
Faze o bem, em silêncio. 
Foge às referências pessoais e aprendamos a cumprir, de coração, a vontade de Deus.🔵

🔹
"Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos do Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus." - Paulo. (EFÉSIOS, 6:6.)
_________________________
("Vinha de Luz" - Edição internet baseada na
14ª edição FEB - lição n.º 4, pág.10 . )
Imagem: www.morguefile.com. Acesso em:19/dezembro/2014.
Formatação atualizada em: 14/julho/2017.

terça-feira, 11 de julho de 2017

ABSTINÊNCIA E CELIBATO

Pelo Espírito Emmanuel
"Pergunta - O celibato voluntário representa um estado de perfeição meritório aos olhos de Deus? Resposta - Não, e os que assim vivem, por egoísmo, desagradam a Deus e enganam o mundo."
"Pergunta - Da parte de certas pessoas, o celibato não será um sacrifício que fazem com o fim de se votarem, de modo mais completo, ao serviço da Humanidade? Resposta - Isso é muito diferente. Eu disse: por egoísmo. Todo sacrifício pessoal é meritório, quando feito para o bem.Quanto maior o sacrifício, tanto maior o mérito." (Itens nºs. 698 e 699, de "O Livro dos Espíritos".)
Abstinência, em matéria de sexo e celibato, na vida de relação pressupõe experiências da criatura em duas faixas essenciais – a daqueles Espíritos que escolhem semelhantes posições voluntariamente para burilamento ou serviço, no curso de determinada reencarnação, e a daqueles outros que se vêem forçados a adotá-las, por força de inibições diversas.

Indubitavelmente, os que consigam abster-se da comunhão afetiva, embora possuindo em ordem todos os recursos instrumentais para se aterem ao conforto de uma existência a dois, com o fim de se fazerem mais úteis ao próximo, decerto que traçam a si mesmos escaladas mais rápidas aos cimos do aperfeiçoamento.

Acesso à sublimação

Agindo assim, por amor, doando o corpo a serviço dos semelhantes, e, por esse modo, amparando os irmãos da Humanidade, através de variadas maneiras, convertem a existência, sem ligações sexuais, em caminho de acesso à sublimação, ambientando-se em climas diferentes de criatividade, porquanto a energia sexual neles não estancou o próprio fluxo; essa energia simplesmente se canaliza para outros objetivos - os de natureza espiritual. E, em concomitância com os que elegem conscientemente esse tipo de experiência, impondo-se duros regimes de vivência pessoal, encontramos aqueles outros, os que já renasceram no corpo físico induzidos ou obrigados à abstinência sexual, atendendo a inibições irreversíveis ou a processos de inversão pelos quais sanam erros do pretérito ou se recolhem a pesadas disciplinas que lhes facilitem a desincumbência de compromissos determinados, em assuntos do espírito.

"Eunucos por amor do Reino de Deus"

Num e noutro caso, identificamos aqueles que se fazem chamar, segundo os ensinamentos evangélicos, como sendo "eunucos por amor do Reino de Deus". Esses eunucos, porém, muito ao contrário do que geralmente se afirma, não são criaturas psicologicamente assexuadas, respirando em climas de negação da vida. Conquanto abstêmios da emotividade sexual, voluntária ou involuntariamente, são almas vibrantes, inflamadas de sonhos e desejos, que se omitem, tanto quanto lhes é possível, no terreno das comunhões afetivas, para satisfazerem as obrigações de ordem espiritual a que se impõem.

Sede incessante de compreensão e de afeto

Depreende-se daí a impossibilidade de se doarem a quaisquer tarefas de reparação ou elevação sem tentações, sofrimentos, angústias e lágrimas e, às vezes, até mesmo escorregões e quedas, nos domínios do sentimento, de vez que os impulsos do amor nelas se mantêm com imensa agudeza, predispondo-as à sede incessante de compreensão e de afeto.

Aprimoramento

Entendendo-se os valores da alma por alimento do espírito, impossível esquecer que a produção do bem e do aprimoramento se realiza à base de atrito e desgaste. A semente é segregada no solo para desvencilhar-se dos empeços que a constringem, de modo a formar o pão, e o pão, a rigor, não se completa em forno frio.

Abstinência e Celibato

A força no carro não surge sem a queima de combustível, e o motor não lhe garante movimento sem aquecer-se em nível adequado.

Abstinência e celibato, seja por decisão súbita do homem ou da mulher, interessados em educação dos próprios impulsos, no curso da reencarnação, ou seja por deliberação assumida, antes do renascimento na esfera física, em obediência a fins específicos, não contam indiferença e nem anestesia do sentimento.

Experiências de caráter transitório

Celibato e abstinência, em qualquer forma de expressão, constituem tentames louváveis do ser - experiências de caráter transitório -, nos quais a fome de alimento afetivo se lhes transforma no imo do coração em fogo purificador, acrisolando-lhes as tendências ou transfigurando essas mesmas tendências em clima de produção do bem comum, através do qual, pela doação de uma vida, se efetua o apoio espiritual ou a iluminação de inúmeras outras.

Terreno sagrado

Tais considerações nos impelem a concluir que a vida sexual de cada criatura é terreno sagrado para ela própria, e que, por isso mesmo, abstenção, ligação afetiva, constituição de família, vida celibatária, divórcio e outras ocorrências, no campo do amor, são problemas pertinentes à responsabilidade de cada um, erigindo-se, por essa razão, em assuntos, não de corpo para corpo, mas de coração para coração.🔵
_______________________
(Do livro "Vida e Sexo", F.C.Xavier, pelo Espírito Emmanuel,
lição nº 23, FEB, 20 ed. 2000.)
Imagem: www.google.com. Acesso em:11/julho/20117.
Destaques: pelo editor do Blog.
Formatação atualizada em:11/julho/2017.

sábado, 8 de julho de 2017

COMPROMISSO AFETIVO

Pelo Espírito Emmanuel
“O dever íntimo do homem fica entregue ao seu livre arbítrio. O aguilhão da consciência, guardião da probidade interior, o adverte e sustenta; mas, muitas vezes se mostra impotente diante dos sofismas da paixão. Fielmente observado, o dever do coração eleva o homem; porém, como determiná-lo com exatidão? Onde começa ele? O dever principia sempre, para cada um de vós, do ponto em que ameaçais a felicidade ou a tranqüilidade do vosso próximo; acaba no limite que não desejais ninguém transponha com relação a vós”. (Do item 7, no Cap. XVII, de "O Evangelho Segundo o Espiritismo".)
A guerra efetivamente flagela a Humanidade, semeando terror e morticínio, entre as nações; entretanto, a afeição erradamente orientada, através do compromisso escarnecido, cobre o mundo de vítimas.

Quem estude os conflitos do sexo, na atualidade da Terra, admitindo a civilização em decadência, tão-só examinando as absurdidades que se praticam em nome do amor, ainda não entendeu que os problemas do equilíbrio emotivo são, até agora, de todos os tempos, na vida planetária.

As Leis do Universo esperar-nos-ão pelos milênios afora, mas terminarão por se inscreverem, a caracteres de luz, em nossas próprias consciências. E essas Leis determinam amemos os outros qual nos amamos.

Para que não sejamos mutilados psíquicos, urge não mutilar o próximo.

Em matéria de afetividade, no curso dos séculos, vezes inúmeras disparamos na direção do narcisismo e, estirados na volúpia do prazer estéril, espezinhamos sentimentos alheios, impelindo criaturas estimáveis e nobres a processos de angústia e criminalidade, depois de prendê-las a nós mesmos com o vínculo de promessas brilhantes, das quais nos descartamos em movimentação imponderada.

Toda vez que determinada pessoa convide outra à comunhão sexual ou aceita de alguém um apelo neste sentido, em bases de afinidade e confiança, estabelece-se entre ambas um circuito de forças, pelo qual a dupla se alimenta psiquicamente de energias espirituais, em regime de reciprocidade.

Quando um dos parceiros foge ao compromisso assumido, sem razão justa, lesa o outro na sustentação do equilíbrio emotivoseja qual for o campo de circunstâncias em que esse compromisso venha a ser efetuado. É dada a ruptura no sistema de permuta das cargas magnéticas de manutenção, de alma para alma, o parceiro prejudicado, se não dispõe de conhecimentos superiores na auto-defensiva, entra em pânico, sem que se lhe possa prever o descontrole que, muitas vezes, raia na delinqüência. Tais resultados da imprudência e da invigilância repercutem no agressor, que partilhará das conseqüências desencadeadas por ele próprio, debitando-se-lhe ao caminho a sementeira partilhada de conflitos e frustrações que carreará para o futuro.

Sabemos que a Justiça Humana comina punições para os atos de pilhagem na esfera das realidades objetivas, considerando a respeitabilidade dos interesses alheios; no entanto, os legisladores terrestres perceberão igualmente, um dia, que a Justiça Divina alcança também os contraventores da Lei do Amor e determina se lhes instale nas consciências os reflexos do saque afetivo que perpetram contra os outros.

Daí procede a clara certeza de que não escaparemos das equações infelizes dos compromissos de ordem sentimental, injustamente menosprezados, que resgataremos em tempo hábil, parcela a parcela, pela contabilidade dos princípios de causa e efeito. Reencarnados que estaremos sempre, nesse sentido, até exonerar o próprio espírito das mutilações e conflitos hauridos no clima da irreflexão, aprenderemos no corpo de nossas próprias manifestações ou no ambiente da vivência pessoal, através da penalogia sem cárcere aparente, que nunca lesaremos a outrem sem lesar a nós.🔵
_________________________
(Do livro 'Vida e Sexo', de Emmanuel, psicografado por
Francisco Cândido Xavier, 20ª ed. FEB.1970. Lição nº 6. págs.29/31.)
Imagem: www.google.com. Acesso em: 29/janeiro/2014.
Destaques: pelo Editor do Blog.
Formatação atualizada em: 06/julho/2017.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

O "NÃO" E A LUTA

Pelo Espírito Emmanuel

'... O “sim” pode ser muito agradável em todas as situações, todavia, o “não”, em determinados setores da luta humana, é mais construtivo...'
Ama, de acordo com as lições do Evangelho, mas não permitas que o teu amor se converta em grilhão, impedindo-te a marcha para a vida superior.
Ajuda a quantos necessitam de tua cooperação, entretanto, não deixes que o teu amparo possa criar perturbações e vícios para o caminho alheio.
Atende com alegria ao que te pede um favor, contudo, não cedas à leviandade e à insensatez.
Abre portas de acesso ao bem-estar aos que te cercam, mas não olvides a educação dos companheiros para a felicidade real.
Cultiva a delicadeza e a cordialidade, no entanto, sê leal e sincero em tuas atitudes.
O “sim” pode ser muito agradável em todas as situações, todavia, o “não”, em determinados setores da luta humana, é mais construtivo.
Satisfazer a todas as requisições do caminho é perder tempo e, por vezes, a própria vida.
Tanto quanto o “sim” deve ser pronunciado sem incenso bajulatório, o “não” deve ser dito sem aspereza.
Muita vez, é preciso contrariar para que o auxílio legítimo se não perca; urge reconhecer, porém, que a negativa salutar jamais perturba. O que dilacera é o tom contundente no qual é vazada.
As maneiras, na maior parte das ocasiões, dizem mais que as palavras.
“Seja o vosso falar: sim, sim; não, não”, recomenda o Evangelho. Para concordar ou recusar, todavia, ninguém precisa ser de mel ou de fel. Bastará lembrarmos que Jesus é o Mestre e o Senhor não só pelo que faz, mas também pelo que deixa de fazer.🔵

“Mas seja o vosso falar: sim, sim; não, não.” – Jesus. (Mateus, 5:37.)
🔹
__________________________________
(Do livro "Pão Nosso", de Emmanuel, psicografado
 por Chico Xavier. Lição 80. 16ª Ed. FEB. 1994.)
Imagem: www.google.com. Acesso em:08/abril/2013.
Destaques pelo editor do Blog.
Formatação atualizada em: 06/julho/2017.

terça-feira, 4 de julho de 2017

PRESENÇA DE LUZ

Pelo Espírito Emmanuel

'... Se conservares o amor no coração, - obra divina do Universo, - nunca te perderás na sombra ...'

Se puseres amor no tempo que Deus te reserva, nunca te sentirás sob o domínio do tédio ou do desânimo, porque as tuas horas se converterão em prazer de servir.

Se colocares amor nas afeições que o Senhor te permite cultuar, nunca sofrerás ingratidão ou desengano, porque transformarás o próprio espírito em vaso de abengação e entendimento, colhendo de ti mesmo a felicidade de fazer a felicidade dos entes queridos.

Se cultivares amor na execução do dever que a Divina Providência te atribui, nunca experimentarás cansaço ou desencanto, porque o trabalho se te fará fonte de alegria, na alegria de ser útil.

Se aplicares amor nos recursos verbais que a Eterna Sabedoria te confere, nunca te complicarás em manifestações infelizes, porque a tua palavra se transubstanciará em clarão e benção, naquilo em que te expresses.

Se espalhares amor no lugar em que as Leis da Vida te situam, nunca te observarás na condição de vítima do desequilíbrio, porque a tua influência se tornará serenidade e esperança, garantindo a harmonia e a tranqüilidade onde estejas.

Se conservares o amor no coração, - obra divina do Universo, - nunca te perderás na sombra, porque terás convertido a própria alma em presença de luz.🔵
____________________
(Do livro “CORAGEM”. F.C.Xavier/Espíritos Diversos.
Lição nº 5. CEC (Uberaba-MG). 29ª ed.1999.)
Imagem: www.google.com . Acesso em: 01/agosto/2012.
Formatação atualizada em: 20/maio/2017.

domingo, 2 de julho de 2017

NUNCA SEM ESPERANÇA

Pelo Espírito Meimei
'... Se te golpeiam ou censuram, cala-te, edificando a felicidade dos que te rodeiam, e Deus falará por ti, na voz inarticulada do tempo ...'
Nunca percas a esperança.

Se o pranto te encharca a existência, recorre a Deus, no exercício do bem e acharás Deus, nas entranhas da própria alma, a propiciar-te consolo.

Se sofres incompreensão, ajuda ainda e sempre aos que te não entendem e encontrarás Deus, no imo do próprio espírito a fortalecer-te com o bálsamo da piedade pelos que se desequilibram na sombra.

Se te menosprezam ou te injuriam, guarda-te em silêncio no auxílio ao próximo, e surpreenderás Deus, no íntimo de teus mais íntimos pensamentos, prestigiando-te as intenções.

Se te golpeiam ou censuram, cala-te, edificando a felicidade dos que te rodeiam, e Deus falará por ti, na voz inarticulada do tempo.

E, se erraste, não tombes em desespero, mas, trabalhando e servindo, receberás de Deus a oportunidade de retificação e da paz.

Sejam quais forem as aflições e problemas que te agitem a estrada, confia em Deus, amando e construindo, perdoando e amparando sempre, porque Deus, acima de todas as calamidades e de todas as lágrimas, te fará sobreviver, abençoando-te a vida e sustentando-te o coração.🔵
____________________
(Do livro “CORAGEM”. F.C.Xavier/Espíritos Diversos.
Lição nº 6. CEC (Uberaba-MG).29ªed.1999.)
Imagem: www.morguefile.com. Acesso em: 07/09/2013.
(Obrigado, Andressa, pela digitação desta série!)
Formatação atualizada em:01/julho/2017.

sábado, 1 de julho de 2017

SALMO 91 - 'SOB A SOMBRA DO ALTÍSSIMO'


O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente diz ao SENHOR: Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio.
Pois ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa.
Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo.
Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido.
Somente com os teus olhos contemplarás e verás o castigo dos ímpios. Pois disseste: O SENHOR é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada.
Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.
Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o leãozinho e a serpente.
Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o meu nome.
Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei.
Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação.🔵
___________________
Fonte:http://www.bibliaonline.com.br/
Acesso em: 19/outubro/2010.
Imagem: www.google.com .Acesso em: 19/outubro/10.
Formatação atualizada em 01.07.2017.