segunda-feira, 22 de abril de 2013

VIVER É MAIS FÁCIL PARA QUEM TEM FÉ


Pelo Espírito Maria Rosa

"[...] O caminho do dar é o mesmo do receber. Abra teus braços para receber o abraço e também estarás envolvendo teu irmão em afeto, acolhimento, no compartilhar de nobres sentimentos. [...]"

Jamais será repetitivo falar em FÉ. Como deixar de abordar aquilo que é o principal norte de todos os seres humanos? Andar sem fé é como viajar sem  bússola, sem conhecer a direção que devemos trilhar para chegar ao destino. Viver sem fé é respirar e não encontrar o oxigênio para prosseguir. Acordar sem fé é querer dormir de novo, como se o sono pudesse nos livrar das dificuldades, da dúvida, do medo, do rancor, das mágoas.

O sono é apenas um hiato para que o corpo se recupere e a mente se recicle, injetando combustível necessário para a máquina humana funcionar.

Oh, amigos, a fé é o componente principal do existir. Aquele que não crê em si e nas forças poderosas do Universo sente-se só, abandonado, enfraquecido, perdido. É assim que te sentes? Então trata de cultivar ou até mesmo resgatar a crença, a certeza de que podes superar a si mesmo e aos embates do existir.

Como ser promovido sem passar por testes? Muitas vezes as provas são contundentes e deixam marcas profundas. No entanto, o Pai Maior sempre nos concede recursos internos e externos para nos recuperarmos das perdas, das dores, das decepções, das humilhações.

Vença o orgulho e serás mais feliz! Desta forma, o insulto, as más palavras, as calúnias, os maus pensamentos alheios não te atingirão.  O orgulho é a porta que abres para que estas energias densas se aproximem de ti, minando tuas forças.

Seja humilde, não bobo. Na humildade, estarás com as portas e as janelas totalmente abertas para o aprendizado trazido pela dor ou pela injustiça. Aceita as provas com dignidade e faça todo o Bem que puderes aos teus irmãos que passam por privações.

O caminho do dar é o mesmo do receber. Abra teus braços para receber o abraço e também estarás envolvendo teu irmão em afeto, acolhimento, no compartilhar de nobres sentimentos.

Viver feliz é bem mais fácil para os que têm fé. Seja um deles! Só depende de ti. Cultiva a fé dia a dia até que ela seja tão grande que tomará conta de ti como mãe que envolve os filhos em seus braços de Amor!
Luz e Paz!
*  *  *
Psicografado por Cristina Barude em 29.11.12
Fonte: http://www.bahiaespirita.com.br/. Acesso em: 07/dezembro/2012.
Imagem: www.morguefile.com. Acesso em: 22/abril/2013.
Formatação atualizada em 22.04.2013.

sábado, 13 de abril de 2013

18 DE ABRIL - DIA NACIONAL DO ESPIRITISMO


156 ANOS DE “O LIVRO DOS ESPÍRITOS"

[...] “Sob a luz abençoada do Consolador, O Livro dos Espíritos comemora 156 anos a iluminar consciências. Segundo publicação do próprio Codificador: Contém a doutrina completa, como a ditaram os próprios Espíritos, com toda a sua filosofia e todas as suas consequências morais. É a revelação do destino do homem, a iniciação no conhecimento da natureza dos Espíritos e nos mistérios da vida de além-túmulo. Quem o lê compreende que o Espiritismo objetiva um fim sério, que não constitui frívolo passatempo.[...]” [1]

“Dos cinco livros fundamentais que compõem a Codificação do Espiritismo, este foi o primeiro, reunindo os ensinos dos Espíritos Superiores através de médiuns de várias partes do Mundo. Ele é o marco inicial de uma Doutrina que trouxe uma profunda repercussão no pensamento e na visão de vida de considerável parcela da Humanidade, desde 1857, data da primeira edição francesa. Estruturado em quatro partes e contendo 1.019 perguntas formuladas pelo Codificador, aborda os ensinamentos espíritas, de uma forma lógica e racional, sob os aspectos científico, filosófico e religioso. Independentemente de crença ou convicção religiosa, a leitura de “O Livro dos Espíritos” será de imenso valor para todos, porque trata de Deus, da imortalidade da alma, da natureza dos Espíritos, de suas relações com os homens, das leis morais, da vida presente, da vida futura e do porvir da Humanidade, assuntos de interesse geral e de grande atualidade.” [2]

Decreto-Lei 291/2007, de autoria da Deputada Federal pelo Ceará, Gorete Pereira, instituiu 18 de Abril como o Dia Nacional do Espiritismo, pois, além de ser a maior nação espírita da atualidade, a data escolhida é uma homenagem ao dia em que Allan Kardec lançou, na França, essa obra basilar da Doutrina dos Espíritos, por ele codificada.[3] 
*  *  *
 Fontes:
[1] A. Merci Spada Borges in Reformador (FEB), Ano 131, nº 2209 - Abril 2013.
 http://www.sistemas.febnet.org.br/reformadoronline/pagina/?id=349
[2]http://www.febnet.org.br/site/
[3]http://www2.camara.leg.br/
Imagem: Portal FEB. Acesso em:12/abril/2013.
Destaques:pelo editor do Blog.