quarta-feira, 4 de novembro de 2015

FACULDADES MEDIÚNICAS

Pelo Espírito Emmanuel
"...Cada médium é mobilizado na obra do bem, conforme as possibilidades de que dispõe..."
Há diversidade de dons espirituais, mas a Espiritualidade é a mesma.

Há diversidade de ministérios, mas é o mesmo Senhor que a todos administra.

Há diversidade de operações para o bem; todavia, é a mesma Lei de Deus que tudo opera em todos.

A manifestação espiritual, porém, é distribuída a cada um para o que for útil.

Assim é que a um, pelo espírito, é dada a palavra da sabedoria divina e a outro, pelo mesmo espírito, a palavra da ciência humana.

A outro é confiado o serviço da fé e a outro o dom de curar.

A outro é concedida a produção de fenômenos, a outro a profecia, a outro a faculdade de discernir os Espíritos, a outro a variedade das línguas e ainda a outro a interpretação dessas mesmas línguas.

No entanto, o mesmo poder espiritual realiza todas essas coisas, repartindo os seus recursos particularmente a cada um, como julgue necessário.”

*
Quem analise despreocupadamente o texto acima, decerto julgará estar lendo moderno autor espírita, definindo o problema da mediunidade; contudo, as afirmações que transcrevemos saíram do punho do apóstolo Paulo, há dezenove séculos, e constam no capítulo doze de sua primeira carta aos coríntios.

Como é fácil de ver, a consonância entre o Espiritismo e o Cristianismo ressalta, perfeita, em cada estudo correto que se efetue, compreendendo-se na mensagem de Allan Kardec a chave de elucidações mais amplas dos ensinos de Jesus e dos seus continuadores.

Cada médium é mobilizado na obra do bem, conforme as possibilidades de que dispõe.

Esse orienta, outro esclarece; esse fala, outro escreve; esse ora, outro alivia.
*
Em mediunidade, portanto, não te dês à preocupação de admirar ou provocar admiração.

Procuremos, acima de tudo, em favor de nós mesmos, o privilégio de aprender e o lugar de servir.
*  *  *
Do livro ‘Seara dos  Médiuns, ditado pelo Espírito Emmanuel,
psicografado por Chico Xavier. 4ª ed. FEB. 1983.
Reunião pública de 01/07/60. Questão nº 159. págs. 145/146.
Imagem: www.google.com. Acesso em:14/abril/2012.
Formatação atualizada em: 29/outubro/2015
Destaques: pelo editor do Blog.

2 comentários:

  1. Olá, Francisco!

    Mais uma linda mensagem!
    Com certeza, mais uma prova de que Cristianismo e Espiritismo são, essencialmente, uma coisa só. O texto também traz como evidência o fato que o seu trabalho, ao longo dos anos, somente frutifica e alcança cada vez mais corações - espaço de luz, conhecimento e raro deleite. Motivo pelo qual as palavras do diálogo entre Sócrates e Diotima, no Banquete, de Platão lhe cabem perfeitamente: "A divindade preza os que geram e cultivam a verdade. Se convém que alguém se torne imortal, é esse".

    Um feliz ano novo, Francisco de Assis!
    Paz, saúde e muitas outras realizações!
    André Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, André Luiz!

      Mais uma vez, recebo, sensibilizado, o seu comentário, que leio como um grande incentivo à continuidade deste modesto esforço de difusão da Doutrina dos Espíritos.
      Muito obrigado e um 2014 de Paz e Prosperidade.
      Fraternalmente,
      Francisco.

      Excluir