sábado, 21 de fevereiro de 2015

O SENTIDO DA PALAVRA CARIDADE


"...O amor e a caridade são o complemento da lei de justiça..."
O "Evangelho Segundo o Espiritismo", no item 5, do Capítulo XV, nos ensina que "Não podendo amar a Deus sem praticar a caridade para com o próximo, todos os deveres do homem se resumem nesta máxima: FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO."

Na vida diária, a palavra caridade é utilizada para definir manifestações diversas do sentimento. Transita, com muita facilidade, da sinceridade à petulância, da beneficência à prepotência; muitas vezes é utilizada como força de expressão, acompanhada de um gesto, um esgar, dolorosamente irônico; outras, confundida puramente com a beneficência - uma forma de se praticar a caridade - mas que não o é na sua essência.

Kardec, no item 7, do mesmo Cap. XV, já citado, analisando as palavras do Apóstolo Paulo na 1ª Epístola aos Coríntios (13:1 a 7 e 13), assinala que este, ao definir a verdadeira caridade,"[...] mostra-a não só na beneficência, como também no conjunto de todas as qualidades do coração, na bondade e na benevolência para com o próximo.[...]".

Dar esmolas, auxiliar os mais necessitados, entre outras formas de ajuda, são ações que, praticadas com amor e humildade, também são recebidas por Deus como caridade. Mas não é só isso. Ao se pensar a caridade, se deve buscar o sentido maior desse nobre sentimento, praticando-o na sua acepção profunda e universal.

E assim, na esperança de contribuir para um melhor entendimento e mais clara definição do sentido dessa palavra, oferecemos, a seguir, para estudo e meditação, a questão 886 da obra que fundamenta a Doutrina Espírita - "O Livro dos Espíritos".   
Muita Paz!
Francisco.
*  *
CARIDADE E AMOR DO PRÓXIMO

"886. Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade,
como a entendia Jesus?

Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.”

O amor e a caridade são o complemento da lei de justiça, pois amar o próximo é fazer-lhe todo o bem que nos seja possível e que desejáramos nos fosse feito. Tal o sentido destas palavras de Jesus: Amai-vos uns aos outros como irmãos.


A caridade, segundo Jesus, não se restringe à esmola, abrange todas as relações em que nos achamos com os nossos semelhantes, sejam eles nossos inferiores, nossos iguais, ou nossos superiores. Ela nos prescreve a indulgência, porque de indulgência precisamos nós mesmos, e nos proíbe que humilhemos os desafortunados, contrariamente ao que se costuma fazer. Apresente-se uma pessoa rica e todas as atenções e deferências lhe são dispensadas. Se for pobre, toda gente como que entende que não precisa preocupar-se com ela. No entanto, quanto mais lastimosa seja a sua posição, tanto maior cuidado devemos pôr em lhe não aumentarmos o infortúnio pela humilhação. O homem verdadeiramente bom procura elevar, aos seus próprios olhos, aquele que lhe é inferior, diminuindo a distância que os separa."
*  *  *
Imagem: www.morguefile.com.  Acesso em:19/janeiro/2013.
Ggrifos e destaques: do Blog.
Formatação atualizada em 21/fevereiro/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário