sexta-feira, 22 de agosto de 2014

RESSURREIÇÃO DIVINA

Pelo Espírito Neio Lucio

"[...] Somente Jesus oferece estrada  invariável para a Ressurreição Divina [...]"

[...] No túmulo de Nosso Senhor, não há sinal de cinzas humanas.

Nem pedrarias, nem mármores de preço, com frases que indiquem, ali, a presença da carne e do sangue.

Quando os apóstolos visitaram o sepulcro, na gloriosa manhã da Ressurreição, não havia aí nem luto, nem tristeza.

Lá encontraram um mensageiro do reino espiritual que lhes afirmou: “Não está aqui.”

E o túmulo está aberto e vazio, há quase dois mil anos.

Seguindo, pois, com Jesus, através da luta de cada dia, jamais encontraremos a angústia da morte e, sim, a vida incessante.

No caminho de notáveis orientadores do mundo poderemos encontrar formosos espetáculos da glória passageira; contudo, é muito difícil não terminarmos a experiência em desilusão e poeira.

Somente Jesus oferece estrada invariável para a Ressurreição Divina.

Quem se desenvolve, portanto, com o exemplo e com a palavra do Mestre, trabalhando por revelar bondade e luz, em si mesmo, desde as lutas e ensinamentos do mundo, pode ser considerado cidadão celeste
*  *  *
(Do livro ”Alvorada Cristã”, pelo Espírito Neio Lucio, psicografia de Chico Xavier. FEB. 10ª ed.1991.
Excerto da lição “Sigamos com Jesus”. Cap. 1. págs. 15/16.)
Imagem: www.google.com. Acesso em: 22/agosto/2014.
Formatação atualizada em: 22.08.2014.Destaques: pelo Editor do Blog.

2 comentários:

  1. Olá Francisco,

    "[...] No túmulo de Nosso Senhor, não há sinal de cinzas humanas. Nem pedrarias, nem mármores de preço, com frases que indiquem, ali, a presença da carne e do sangue"...

    Eu sei o que essa frase representa! Sei o que representa pra você, pra mim e para tantos outros que não incorrem no equívoco daqueles homens que, uma vez não conseguindo se angelicizar, impõem aos anjos a cangalha humana... Lá o Mestre não estava, nem poderia estar, afinal não é daqui o seu reino e reinado, riqueza e glória.

    De qualquer forma, querido Francisco, mesmo vindo de mundos e tempos diversos, ainda assim, a perfeita lei divina nos mostra, insofismavelmente, que o destino de todos os túmulos será o de estarem vazios. Sim, e justamente nesta excelsa verdade repousa a consolação da bendita Doutrina: também nós, a exemplo do Irmão maior, não somos carne e sangue. Somos muito mais... Somos deuses!

    Assim, para que as pedrarias, os mármores de preço? Eis a lição Crística: da semelhança entre nós e Ele - somos feitos do mesmo Amor Divino; da diferença - ao contrário da nossa, a Sua evolução se perde na poeira dos sóis...

    Obrigado Francisco, obrigado pela lição.
    André Luiz





    Obrigado pela lição

    ResponderExcluir
  2. Olá, André,
    Agradeço, sensibilizado, a sua manifestação. Que bom saber que não estamos "pregando no deserto".
    Um forte e carinhoso abraço,
    Muita Paz!
    Francisco.

    ResponderExcluir