segunda-feira, 21 de abril de 2014

DERROTAS


Pelo Espírito Anderson
(Nova Iorque, N. I., E. U. A , 6 Julho, 1965.)
"[...] Somos pecadores. O Cristo sabe de nossas fraquezas. Com a luz do seu amor, Jesus nos elimina os temores e as aflições. Em nosso próprio interesse, devemos ouvi-lo. [...]"
Que estamos fazendo do Evangelho?

O discípulo deve examinar sua própria consciência. Cuidemos dos nossos pensamentos. Devemos ser honestos com nós mesmos. Às vezes, dispomo-nos a trabalhar sem confiança ou a confiar sem trabalho. Que espécie de amigos de Jesus somos nós? De uma forma ou de outra, desejamos realmente cooperar com Jesus na sua obra? Façamo-lo agora mesmo.

Somos pecadores. O Cristo sabe de nossas fraquezas. Com a luz do seu amor, Jesus nos elimina os temores e as aflições. Em nosso próprio interesse, devemos ouvi-lo. O discípulo do Evangelho torna-se um com o Mestre. Cada qual de nós pode, em seu próprio coração, ser um relicário dentro de si mesmo, iluminado pela verdade divina. Às vezes, não podemos remover as circunstâncias e tentações sob as quais nossas tarefas devem ser realizadas, mas Jesus pode fazê-lo.

Porque procurarmos retirar a força do nosso Salvador de dentro de nós? O assunto nos faz lembrar as palavras de Paulo: “Vossa vida está oculta com o Cristo em Deus.”

Muitas vezes, somos derrotados. Mas o Cristo nos dá forças para sermos uma nova espécie de pessoa. Devemos ser pacientes em todas as tribulações. A fé resulta da confiança diuturna. Estamos na companhia do Cristo, caminhando das trevas para a luz.
*
“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.
- Paulo (Romanos, 12:21)
*  *  *
(Do livro “Entre irmãos de outras terras". Autores Diversos.
Psicografias de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira.
1ª Ed. FEB. 1966. Lição nº 34 [psicografia de Francisco C. Xavier]. II parte. p.114/115.)
Imagem: Acesso em: 14/novembro/2012.
Formatação atualizada em: 02/abril/2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário